Livro de Harari omite questões da sustentabilidade e ignora Agenda 2030

Colunista faz críticas ao último “best seller” do historiador israelense por não abordar temas ligados ao desenvolvimento sustentável

Para o professor José Eli da Veiga, “chega a ser chocante” que uma obra como 21 lições para o século 21, de Yuval Harari, omita que o mundo tenha uma Agenda 2030, na qual estão os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Mesmo assim, ele recomenda a leitura do livro, que é um dos três best sellers de Harari. Os outros dois são Sapiens e Homo Deus. Apesar de suas observações, Eli da Veiga lembra que a obra traz informações importantes e a escolha de assuntos como o desafio tecnológico, verdades e pós-verdades, com destaque para a educação, que mostram “um show de organização”.

Na semana passada, Yuval Harari e o biogeógrafo americano Jared Diamond estiveram em São Paulo, onde participaram da segunda edição do Projeto Cidadão Global, que aconteceu no dia 6 de novembro. Posteriormente, Harari esteve em Brasília e também participou do programa Roda Viva, da TV Cultura, que foi ao ar na última segunda-feira, dia 11 de novembro. “Recomendo aos nossos ouvintes que assistam, já que os vídeos permanecem disponíveis. O historiador foi feliz nas respostas e os jornalistas estavam bem preparados”, elogia o colunista.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Sustentáculos.


Sustentáculos
A coluna Sustentáculos, com o professor José Eli da Veiga, vai ao ar toda segunda-feira às 8h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.