Educação é direito de crianças e adolescentes

Negros ainda ocupam poucas vagas em cursos universitários, e crianças sofrem com bullying

A educação é um direito de todo cidadão. No entanto, diversas formas de discriminação podem ser verificadas. Dados obtidos no Fórum Brasileiro de Segurança Pública e na Agência do Brasil, divulgados na Carta Capital, mostram que, no ano 2000, apenas 2,2% dos estudantes negros concluíram seus cursos e se formaram. Vale lembrar que os negros representam 53% da população. No ano de 2015, esse índice cresceu para 12% e, em 2017, apesar de ter tido uma pequena queda, subiu de 9,2 para 9,3%.

A professora Eunice Prudente cita que o sistema de inclusão, as cotas étnicas nas universidades, contribuiu para essa melhora. Ela também lembra a agressão enfrentada pelos estudantes, principalmente no ensino fundamental, na forma do que se convencionou chamar de  bullying. A professora diz que é necessário um acompanhamento por parte da escola e dos familiares para enfrentar o problema. As rodas de conversa são uma maneira de lidar com essas diferenças.

Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna da professora Eunice Prudente.


Educação e Direitos
A coluna Educação e Direitos, com a professora Eunice Prudente, vai ao ar toda sexta-feira às 8h30, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e  TV USP. 

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •