Declaração de Eduardo Bolsonaro é uma ameaça à democracia

Álvaro Moisés repercute a declaração do líder do PSL na Câmara sobre a eventualidade de o governo adotar o AI-5 como forma de reprimir manifestações

O professor e cientista político José Álvaro Moisés repercute a declaração do líder do PSL na Câmara, deputado Eduardo Bolsonaro, que admitiu a possibilidade de reeditar o Ato Institucional nº 5 como uma possível resposta do governo para o caso de haver manifestações no Brasil, semelhantes às que ocorreram no Chile. Além de não haver nenhuma manifestação dessa natureza prevista para ocorrer por aqui, surpreende a menção a um instrumento de exceção adotado durante o período da ditadura militar, justamente pelo que representa como ameaça aos valores democráticos. O deputado se desculpou e voltou atrás, mas o estrago já estava feito.

Para Álvaro Moisés, chama a atenção nesse episódio o fato de setores próximos ao governo parecerem despreparados para enfrentar os desafios que se apresentam, a não ser em termos da adoção de mecanismos que possam ameaçar a democracia. Também chama a atenção a repulsa que tal declaração causou em setores os mais variados da sociedade civil, inconformados diante do possível ressurgimento do AI-5. Da mesma forma, surpreende a declaração do general Augusto Heleno, chefe da Secretaria de Segurança Institucional da Presidência da República, de certo modo referendando a possibilidade da reedição daquele instrumento da ditadura militar, razão pela qual recebeu uma dura reprimenda do presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, para quem não cabe a um ministro de um governo eleito democraticamente posicionar-se como o fez.

Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna A Qualidade da Democracia.


Qualidade da Democracia
A coluna A Qualidade da Democracia, com o professor José Álvaro Moisés, vai ao ar toda terça-feria às 8h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.