Ciência poderia ajudar a solucionar problema ambiental no Nordeste

No entanto, nada foi feito por culpa da inação do governo diante do derramamento de óleo que atingiu as praias daquela região

Nesta edição de sua coluna, o professor Glauco Arbix lamenta a inação das autoridades governamentais diante da tragédia ambiental que afetou uma extensa região no Nordeste. Ele lembra que o Brasil tem um plano nacional de contingência para acidentes dessa natureza em águas sob sua jurisdição, mas este não foi acionado pelo Ministério do Meio Ambiente, que se eximiu de qualquer responsabilidade. A ciência e a tecnologia poderiam ter ajudado a identificar as origens do óleo derramado e até mesmo contribuído para a recuperação das praias.

“No entanto, nós vivemos um momento no Brasil bastante obscurantista, em que as universidades, a ciência e a tecnologia são exatamente colocadas sob suspeição, e os programas que defendem o meio ambiente, programas muito assentados, de uma forte base científica e tecnológica, na verdade estão em suspenso.” Para o colunista, o que acontece no Nordeste é uma pequena mostra de uma ação humana que agride o meio ambiente e atinge o futuro do planeta, mas que não encontra guarida nos órgãos governamentais.

Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna Observatório da Inovação.


Observatório da Inovação
A coluna Observatório da Inovação, com o professor Glauco Arbix, vai ao ar toda segunda-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.