Colunista fala sobre regulação e controle no preço dos aluguéis em Berlim

Os aumentos abusivos de aluguel na capital alemã provocaram mobilização da população e consequente congelamento no preço dos imóveis para locação

 20/02/2020 - Publicado há 2 anos
Por

A cidade alemã de Berlim enfrenta uma grande crise no setor de aluguel, que sofre com a falta de controle. Só para se ter uma ideia, cerca de 85% das moradias são de aluguel e sofreram aumentos vertiginosos, o que fez as grandes corporações tratar do assunto como uma forma de negócio. Com isso, a população se mobilizou diante dessa situação caótica e, a partir de fevereiro de 2020,  o Parlamento resolveu controlar o preço dos aluguéis. Eles ficarão congelados até 2022, portanto, por cinco anos, e após esse período só poderão ser reajustados com base na inflação. A medida atende também os aplicativos de locação de imóveis.

A professora Raquel Rolnik fez desse o tema de sua coluna semanal para a Rádio USP. Ela diz que outras cidades estão aderindo à medida, como Paris, Barcelona e Dinamarca. Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna.


Cidade para Todos
A coluna Cidade para Todos, com a professora Raquel Rolnik, vai ao ar toda quinta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.