Colunista considera que o Brasil esteja à beira de um precipício ambiental

José Eli da Veiga vê o presente momento do Brasil como “particularmente sombrio”

Considerando que o meio ambiente faz parte das perspectivas do desenvolvimento de uma nação, o professor José Eli da Veiga vê o presente momento do Brasil como “particularmente sombrio”. E, em meio à discussão sobre o acordo entre União Europeia (UE) e Mercosul, o colunista chama a atenção para uma iniciativa do Reino Unido. Mesmo não fazendo mais parte da UE, realizou uma ampla consulta para saber que tipo de política deveria ter e como se comportar em relação à importação de mercadorias que implicam desmatamentos, principalmente nas regiões tropicais.

Como resultado, surgiu uma discussão: se a atitude deveria ser só em relação ao desmatamento legal ou desmatamento em geral. “O fato é que um conjunto de grandes empresas, tendo à frente o McDonald’s e a Nestlé, se manifestou imediatamente, dizendo que deveria se levar em conta todo o tipo de desmatamento”, conta Eli da Veiga. “Isso é um exemplo de como a situação ambiental aqui do Brasil está preocupante”, lamenta o professor, destacando as palavras proferidas pelo presidente da Suzano Papel e Celulose, Walter Schalka, proferidas num congresso do setor, que o Brasil está a caminho do precipício ambiental. “A discussão é saber se está a caminho, como disse o executivo, ou se já está dentro desse precipício”, diz o colunista.

Ouça no player acima a íntegra da coluna Sustentáculos.


Sustentáculos
A coluna Sustentáculos, com o professor José Eli da Veiga, vai ao ar toda quinta-feira às 8h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.