Colunista comenta participação de Caetano Veloso em programa de televisão

Guilherme Wisnik fala sobre a emoção do cantor e compositor ao evocar o período em que esteve preso, no final dos anos 1960, que antecedeu seu exílio pela ditadura militar

A participação recente do cantor e compositor Caetano Veloso no programa Conversa com Bial é o tema sobre o qual o professor Guilherme Wisnik dedica sua coluna desta semana. A presença de Caetano tem a ver com o documentário Narciso em Férias, que retrata sua prisão, fato que antecedeu seu posterior exílio pela ditadura militar. Caetano fala sobre os dias de confinamento, suas impressões e sentimentos da época, assim como recorda algumas canções que marcaram sua memória nesse período, como o samba-canção Onde o Céu Azul é Mais Azul, gravação de 1941, na voz de Francisco Alves.

O autor de Menino do Rio chega a dizer que sente pena da música, por esta evocar um período particularmente ruim de sua vida. Wisnik, após comentar trechos da canção, diz: “A pena que ele sente da canção não é só pela canção ter ficado ligada a esse mau presságio, mas pela canção pressagiar alguma coisa que hoje parece tão impossível e tão longe de nós, o Brasil como um país generoso, que não tem fim, e que vive hoje um fechamento total de perspectivas”.


Espaço em Obra
A coluna Espaço em Obra, com o professor Guilherme Wisnik, vai ao ar toda quinta-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.