Colunista analisa o atual momento político

Na opinião de Álvaro Moisés, o País vive uma crise política que está embutida na do coronavírus e abrange três pontos principais

Em um período em que várias crises surgem a partir da pandemia que envolve o País e o mundo, três pontos se destacam no Brasil. Um primeiro aspecto é o imenso isolamento político a que o presidente da República se submeteu. Uma série de posições que Jair Bolsonaro foi tomando não mostraram liderança nem responsabilidade para enfrentar a gravidade do coronavírus, às vezes mudando de posição, mas sempre chamando a atenção para aspectos que se desviam do foco central. Entre os desdobramentos desse isolamento do presidente está o conflito com os governadores.
O segundo ponto é o afastamento do Congresso Nacional em relação ao Executivo. Curiosamente, neste período mais recente, o Congresso concedeu tudo o que foi pedido pelo Executivo. Um exemplo é a decretação do estado de calamidade pública, o que dá ao governo condições e mais flexibilidade para a administração do orçamento.
O terceiro aspecto é a ameaça de demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. O professor José Álvaro Moisés lembra que “essa situação cria uma tensão e instabilidade que é tudo o que nós não precisamos neste momento”.
Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna.

Qualidade da Democracia
A coluna A Qualidade da Democracia, com o professor José Álvaro Moisés, vai ao ar toda terça-feria às 8h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.