Cobertura da pandemia é um dos mais ricos momentos da história recente do jornalismo

Para Carlos Eduardo Lins da Silva, o jornalismo está prestando um serviço público da mais alta qualidade para a sociedade

O professor Carlos Eduardo Lins da Silva comenta, na coluna Horizontes do Jornalismo desta semana, o decreto publicado pelo presidente Jair Bolsonaro que considera a imprensa como trabalho essencial durante a quarentena. Para o jornalista, por ser uma atividade essencial, o jornalismo sequer deveria ser discutido nesses termos. No entanto, o decreto se torna relevante quando se observa que o presidente tem sido bastante agressivo e contrário às atividades da imprensa. Na visão de Lins da Silva, seria o cúmulo se ele tentasse impedir os jornalistas de circularem durante a quarentena.

O colunista ressalta, no entanto, que, na quinta-feira (26), o presidente incluiu diversas outras atividades como essenciais, entre elas, as das lotéricas. Para Lins e Silva, esse tipo de classificação não demonstra um reconhecimento do trabalho dos jornalistas. Ele fala ainda sobre a necessidade de as empresas jornalísticas também serem contempladas com algum pacote de ajuda financeira devido à pandemia.

O professor também comenta uma pesquisa que mostrou que as empresas jornalísticas são as fontes mais confiáveis sobre o coronavírus. “Esse momento da pandemia do coronavírus é um dos mais ricos momentos da história recente do jornalismo, que já vem há 30 anos enfrentando percalços terríveis por causa da crise estrutural do modelo de negócios”, destaca o colunista. “Essa situação atual, em que o jornalismo presta um serviço público da melhor qualidade, é um grande momento da história do jornalismo contemporâneo e é pena que ele venha acompanhado de uma dificuldade adicional do ponto de vista do financiamento para o trabalho jornalístico”, finaliza.

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Horizontes do Jornalismo.


Horizontes do Jornalismo
A coluna Horizontes do Jornalismo, com o professor Carlos Eduardo Lins da Silva, vai ao ar toda segunda-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.