Clima e tecnologia, duas áreas que irão moldar o futuro

Para Alberto do Amaral, “os investimentos no Brasil, nas áreas de ciências, tecnologia e educação, estão muito aquém, o que faz com que os cientistas brasileiros procurem novos centros de pesquisa fora do País”

 08/06/2021 - Publicado há 5 meses
Por

Muitas mudanças estão ocorrendo em diversas áreas, mas as que serão destacadas hoje (8) são as do clima e tecnologia. Na área da tecnologia, a mudança já teve início no final do século 18, com a revolução industrial, quando o homem foi substituído aos poucos pela máquina. E, no clima, as mudanças já tiveram início no final do século 20, com catástrofes, degelo dos polos, desmatamento, entre outras.

O mundo precisa se adaptar aos novos tempos com a revolução  tecnológica, porque haverá impactos em todas as atividades humanas, como serviços e agricultura. A mudança será sem precedentes na história, porque exigirá conhecimento na sua utilização para a criação de novos empregos no futuro e trabalho em qualquer parte do planeta, independentemente de onde se esteja locado, principalmente com a entrada do 5G. “Trata-se de um mundo completamente novo, para o qual nós devemos estar preparados”, afirma Amaral.

No Brasil, os investimentos nas áreas de ciência, tecnologia e educação estão muito aquém da real necessidade, o que faz com que os cientistas brasileiros procurem novos centros de pesquisa fora do País. E com isso haverá uma nova geopolítica tecnológica, com Japão, China e EUA gerando um grande esforço entre países desenvolvidos e em desenvolvimento. O desenvolvimento tecnológico e a preservação ambiental são a chave para o Brasil crescer com justiça.


Um Olhar sobre o Mundo
A coluna Um Olhar sobre o Mundo, com o professor Alberto Amaral, vai ao ar toda terça-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.