China e EUA e o permanente estado de tensão

Alberto do Amaral analisa em sua coluna as relações entre EUA e China, cada vez mais tensas na disputa pela hegemonia econômica mundial

 Publicado: 20/09/2022
Por

Recentemente o ex-primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, lançou um livro cujo título, nas palavras do professor Alberto do Amaral, é emblemático:  A guerra evitável. Ele adverte para a possibilidade de um eventual desentendimento entre os Estados Unidos e China diante das hostilidades crescentes entre os dois países.

Alberto do Amaral admite que os países apresentam um longo histórico de tensões diplomáticas e disputas comerciais, as quais se acirraram a partir da ascensão econômica da China e de uma potencial ameaça à hegemonia econômica estadunidense. Recentemente, os países se viram imersos em uma guerra comercial pela taxação de produtos importados e disputas diante de alegações de espionagem.

Desde os anos 90, o papel da China na economia mundial vem se tornando cada vez mais crucial, não fosse hoje o maior exportador do mundo. Cresceu vertiginosamente o número de trabalhadores chineses que trabalham em atividades de exportação e uma parcela substancial da população chinesa saiu da miséria ou da pobreza –  houve um avanço social e um avanço econômico naquele país.

Deng Xiaoping tinha como lema esconder a força para mostrá-la no momento oportuno. Ele pretendia consolidar o poder chinês para fazer frente às grandes potências e aos Estados Unidos.


Um Olhar sobre o Mundo
A coluna Um Olhar sobre o Mundo, com o professor Alberto Amaral, vai ao ar toda terça-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.