“Chegada de Biden é boa notícia para a ciência no mundo todo”, diz Arbix

De acordo com o colunista, os primeiros passos do democrata contrapõem as políticas de Donald Trump e representam esperança para as áreas de ciência e tecnologia

 16/11/2020 - Publicado há 1 ano

Eleito presidente dos Estados Unidos na última semana, Joe Biden representa a “esperança de uma mudança na política relacionada à ciência e tecnologia”. Essa é a opinião de Glauco Arbix, que comenta em sua coluna de hoje (16) como a chegada do democrata ao cargo afeta essas áreas.

“Do ponto de vista da ciência, a chegada de Biden traz boas notícias que devem se espalhar por todo o mundo, tendo em vista o lugar especial que a ciência americana tem em todo o planeta”, comenta o especialista.

Apesar do otimismo, o professor relembra que essa ainda é uma “aposta” e que devemos nos atentar aos passos do novo presidente. As primeiras atitudes de Biden apontam para a confirmação das projeções. Recentemente, o democrata nomeou uma comissão para combater a covid-19. A doença, que já alcança 250 mil vítimas fatais no país — segundo Arbix —, atingiu tais patamares “exatamente por conta da negativa de Trump de voltar forças para combatê-la”.

Outro movimento que merece destaque é a garantia de que os EUA irão, sob a gestão de Joe Biden, reatar relações com a OMS (Organização Mundial da Saúde). Donald Trump havia rompido com o órgão “no momento em que o mundo mais precisou dos EUA, em meio à pandemia”, relembra o professor.

“Tudo isso acena para a retomada nos investimentos em ciência e tecnologia. Trump retirou das agências públicas o fomento, exatamente pelo desdém que tem em relação à ciência. As agências sofreram cortes, universidades sofreram cortes, a educação sofreu cortes em prol de uma política que privilegiou grandes empresas”, completa Arbix.

Confira a íntegra no link acima.


Observatório da Inovação
A coluna Observatório da Inovação, com o professor Glauco Arbix, vai ao ar toda segunda-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.