Casais homossexuais longevos adotaram estratégias para sobreviver às normas heterossexuais

Em entrevista a “Os Novos Cientistas”, a psicóloga Déa E. Berttran mostra as estratégias de casais homossexuais que estabeleceram seus relacionamentos nos anos 1980 e 1990

  • 18
  •  
  •  
  •  
  •  

jorusp

Nos anos 1980 e 1990 havia menor abertura para o tema homossexualismo, que era muitas vezes tratado como patologia. Segundo a psicóloga Déa E. Berttran, casais homossexuais que mantêm relacionamentos homoafetivos desde aquela época tiveram  que recorrer ao uso do disfarce e da vida dupla como estratégia de sobrevivência.

Déa foi a entrevistada desta quinta-feira (6) no podcast Os Novos Cientistas e falou sobre sua pesquisa de doutorado A constituição do vínculo e o legado familiar heteronormativo em casais homossexuais longevos, femininos e masculinos, apresentada no Departamento de Psicologia Clínica do Instituto de Psicologia (IP) da USP, sob orientação da professora Isabel Cristina Gomes.

Por meio de entrevistas, a psicóloga coletou informações de quatro casais, dois masculinos e dois femininos, com e sem filhos, vindos de relações heterossexuais anteriores e com mais de 25 anos de vida em comum. O convite para participar da pesquisa foi feito por meio de redes sociais, o que propiciou disposição dos entrevistados quanto ao fornecimento das informações.

A ideia foi compreender a construção do vínculo amoroso entre pessoas comuns, casais do mesmo sexo, que conviveram em uma sociedade heteronormativa, ou seja, em que a heterossexualidade é ditada como a norma, e que, apesar das dificuldades que enfrentaram, permaneceram juntos por 20, 30 e 40 anos de vida em comum.

E a pesquisa de Déa virou livro! A obra traz em linguagem informal as histórias desses casais entrelaçadas às do movimento homossexual e de suas conquistas nos últimos anos, revelando um horizonte possível de convivência entre os que amam, sejam aos iguais, sejam aos diferentes. Amores Invisíveis – Casais longevos da diversidade (Editora de Cultura) teve seu lançamento no dia 28 de novembro, na Livraria da Vila, em São Paulo. A obra também teve seu lançamento neste 5 de dezembro na cidade do Rio de Janeiro, onde houve um debate sobre o tema A Invisibilidade dos Casais Homoafetivos, Ontem, Hoje e …?.

O podcast Os Novos Cientistas vai ao ar toda quinta-feira, às 8 horas, dentro do Jornal da USP no Ar, que é apresentado diariamente pela jornalista Roxane Ré (das 7h30 às 9h30) na Rádio USP FM (93,7 MHz).

Ouça a íntegra do podcast.

jorusp

 

 

  • 18
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados