Casa Verde e Amarela tem corte de juros e foco em duas regiões do País

Raquel Rolnik comenta que os maiores beneficiados com a redução da taxa de juros são os moradores do Norte e Nordeste

O Programa Habitacional do governo federal, Casa Verde e Amarela, ainda é o tema dos comentários da professora Raquel Rolnik, com foco na taxa de juros.  As pessoas da faixa um, com renda de até R$ 2 mil, terão uma taxa de 0,25%, as demais do grupo dois (R$ 2 mil e R$ 4 mil) e do grupo três (R$ 4 mil e R$ 7 mil) terão financiamento subsidiado pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) em 4,5% para cotistas do FGTS e em 5% para não cotistas.

Além disso, haverá incentivos maiores para as regiões Norte e Nordeste do País, com redução de 0,5 ponto porcentual; com isso, as taxas mínimas passam a ser de 4,25% ao ano para cotista e a taxa normal (4,5%) para não cotista do FGTS. A colunista se preocupa com a securitização das dívidas dos mutuários, que podem se transformar em papel no mercado financeiro.

Ouça no player acima a íntegra da coluna Cidade para Todos.


Cidade para Todos
A coluna Cidade para Todos, com a professora Raquel Rolnik, vai ao ar toda quinta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.