Carga viral liberada em exercício físico pode ser semelhante a tosses e espirros

José Carlos Farah cita um estudo segundo o qual o ritmo da atividade física pode contribuir para aumentar bastante a quantidade de partículas virais exalada pelos indivíduos

Na coluna de hoje, o professor José Carlos Farah comenta uma pesquisa que trata da quantidade de partículas virais necessária para uma possível transmissão do novo coronavírus, que é de aproximadamente mil partículas por minuto. Segundo o estudo, dependendo do ritmo da atividade física que eleva a frequência respiratória, o nível de partículas virais exalado pelo indivíduo pode ser semelhante ao de um espirro ou da tosse. Portanto, com as pessoas voltando a fazer exercício ao ar livre, depois da flexibilização autorizada no começo de junho em São Paulo, vale a pena intensificar as recomendações de distanciamento físico para garantir a proteção dos transeuntes, diz.

Ouça no player acima a íntegra da coluna Corpo e Movimento.


Corpo e Movimento
A coluna Corpo e Movimento, com o professor José Carlos Farah, vai ao ar toda segunda-feira às 8h00, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP. 

.

 

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.