Boicote ao Facebook nos EUA não resolve a cultura do ódio

Gilson Schwartz comenta que mais de 600 empresas cancelaram anúncios na plataforma do Facebook, mas mudança é duvidosa

Em plena campanha eleitoral nos Estados Unidos, um movimento da sociedade civil contra o uso das redes sociais por grupos que propagam o ódio ganhou a adesão de grandes empresas. No Brasil, o tema também está na ordem do dia, com legislação sobre fake news tramitando no Congresso Nacional. O modelo de negócios do Facebook, no entanto, é relativamente imune ao boicote empresarial.

O professor Gilson Schwartz lembra que “soluções duradouras para o problema do ódio on-line dependem principalmente da melhoria nas condições de educação e acesso à cultura dos próprios consumidores”.
Saiba mais no http://sites.usp.br/Iconomia


Iconomia 
A coluna Iconomia, com o professor Gilson Schwartz, vai ao ar toda segunda-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.