Beiguelman alerta contra a censura de algoritmos nas redes sociais

A proibição que barrou o pôster do novo filme de Almodóvar no Instagram gera polêmica

 16/08/2021 - Publicado há 4 meses
Por

 

Um mamilo feminino com leite escorrendo… A imagem do novo pôster do filme Madres Paralelas, de Almodóvar, censurado pelo Instagram, que logo depois se desculpou oficialmente, é o tema de Ouvir Imagens, coluna de Giselle Beiguelman na Rádio USP (ouça o player acima).

“Muita gente comentando o caso da censura… Mas, como se sabe, computadores não enxergam. Os conteúdos visuais que postamos nas redes são mapeados pelas palavras que os descrevem e principalmente pelo reconhecimento de alguns padrões, como linhas, densidades e formas”, explica a professora. “Esses padrões designam, por exemplo, o que supostamente são seios, nádegas e pênis nas fotos que postamos na internet. E podem funcionar como um primeiro operador da censura das imagens nas redes sociais, um fato que vem se tornando cada vez mais comum.”

Na avaliação de Giselle Beiguelman, a polêmica gerada pela imagem de autoria do designer Javier Jaén para o filme de Almodóvar é mais um caso de censura algorítmica. “E certamente vamos assistir a um daqueles perrengues entre usuários e a plataforma, em que nós insistimos que as imagens são de outra natureza e algum editor, meio humano meio robô, vai provavelmente insistir que a imagem ‘fere as regras da comunidade’.”

Para a colunista e professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, a presença de algoritmos é uma nova modalidade de censura. “Uma censura que não proíbe. Antes, define, algoritmicamente, o direito do que e como se pode ver.”


Ouvir Imagens 
A coluna Ouvir Imagens, com a professora Gisele Beiguelman, vai ao ar toda segunda-feira às 8h00, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e  TV USP.

.

 

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.