As glândulas salivares maiores também facilitam a deglutição

O ser humano possui em cada lado da face três glândulas salivares maiores: as glândulas parótida, submandibular e sublingual

Nesta edição do Anatomia Responde, o professor Luis Fernando Tirapelli faz a descrição das glândulas salivares maiores que são, na verdade, em cada lado da face, três glândulas: as glândulas parótidas, submandibular e sublingual, que possuem ductos alongados e através de pequenos orifícios se abrem na cavidade oral, permitindo a liberação de saliva produzida por essas glândulas.

Assim, o alimento se transforma em uma massa semilíquida, que facilita a deglutição e a ação das enzimas digestivas que estão presentes na saliva, como a amilase, que inicia a degradação de açúcares e carboidratos ingeridos.

Tirapelli explica que a saliva se origina do soro sanguíneo e contém minerais. Estes se depositam nos dentes e formam a “placa dentária”. Dependendo do tipo de alimento ingerido, o ser humano necessita diariamente de 500 ml a 2 litros de saliva.

Além disso, a saliva contém diversas bactérias e vírus, portanto, segundo o professor, ferimentos causados por mordidas são infecciosos e devem ser cuidadosamente tratados. A caxumba, por exemplo, envolve inflamação e inchaço característico das glândulas parótidas, por meio de infecção viral.

Existem também numerosas glândulas salivares menores distribuídas na mucosa ou na parte interna da cavidade oral, como as glândulas labiais, da bochecha, palatinas e linguais. O boletim Anatomia Responde é produzido pelo professor Luis Fernando Tirapelli, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, e pode ser conferido na íntegra no áudio acima.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.