As editoras LGBTQ+ se mostram como resposta ao preconceito

A professora Marisa Midori fala sobre esse movimento que se pode chamar de generificação

 11/06/2021 - Publicado há 5 meses
Por

Na última coluna Bibliomania, a professora Marisa Midori havia prometido dar continuidade aos comentários acerca do comportamento do mercado editorial, que vive uma retração bastante significativa em relação a 2019, como apontou. Mas, como ela afirma, “os livros refletem o mundo; eles transformam o mundo; e se transformam com o próprio mundo”, e é por essa razão que muda de assunto em resposta às atrocidades contra as comunidades LGBTQ+.

Segundo a professora, “existe um fenômeno muito curioso no mercado editorial, que se verifica há alguns anos no comportamento das editoras e, mais recentemente, das livrarias, que podemos chamar de generificação”. E é nesse movimento, diz, que as editoras LGBTQ+ se apresentam como uma resposta “paz e amor” à violência, ao preconceito e à intolerância.

Entre os temas mais publicados por essas editoras estão as preocupações de natureza política e sociológica, é claro, aponta. Mas a professora destaca a Coleção Arco-Íris, da Editora Vira Letra, composta de romances, porque “afinal, falar de amor se tornou um ato político”. E lembra que as informações advêm de Alex Carolino Francisco, aluno da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, que faz uma dissertação sobre as editoras LGBTQ+ atuantes no Estado de São Paulo.


Bibliomania
A coluna Bibliomania, com a professora Marisa Midori, vai ao ar toda sexta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.