Antivacinas são discriminados? Renato Janine explica por que isso é uma grande mentira

Para o colunista, é um grande equívoco a iniciativa da ministra Damares Alves de abrir o Disque-Denúncia para os antivax que se dizem discriminados por recusarem a vacina contra a covid

 02/02/2022 - Publicado há 5 meses
Por

Na primeira coluna de 2022, Renato Janine Ribeiro comenta a iniciativa da ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, de abrir o Disque-Denúncia para quem é contra a vacinação da covid poder denunciar casos de “discriminação”.

Janine aponta que a iniciativa da ministra é totalmente equívoca. A discriminação é baseada em preconceitos, por exemplo, contra negros, mulheres e gays. Esses preconceitos têm como base mentiras: a mentira da existência de raças superiores e inferiores; a mentira da superioridade do homem em relação à mulher; a mentira da anormalidade de homossexuais.

Já a vacinação não tem nada a ver com mentira, muito pelo contrário. Neste caso, a verdade é que as vacinas salvam vidas. Basta ver a redução do número de mortos pela covid após o início da vacinação no Brasil. “Então a mentira não é a vacina. A mentira é o combate à vacina. Antivacinas anunciarem que estão sendo discriminados é uma falsidade”, aponta o colunista, lembrando que precisamos chegar a uma boa taxa de vacinação para erradicar a covid.

O professor destaca ainda a importância do passaporte vacinal, pois é através dele que podemos estabelecer um grande pacto social para a preservação das vidas. Janine lembra de várias outras doenças, como sarampo, caxumba, catapora, que foram praticamente erradicadas graças à vacinação. Há 50 anos, elas eram rotina na infância da maioria das crianças. Infelizmente, essas doenças estão voltando por interferência de campanhas antivax que, muito antes da pandemia de covid, já atuavam na sociedade. “É muito difícil entender que haja pessoas desejando que outras adoeçam, morram”, lamenta.


Ética e Política
A coluna Ética e Política, com o professor Renato Janine Ribeiro, vai ao ar toda quarta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.