Ano se inicia com disseminação de novo vírus pelo mundo

Para Paulo Saldiva, a mobilidade entre as pessoas aumentou a rapidez com que as doenças se espalham

O mundo tem estado em alerta com as recentes notícias sobre o coronavírus, doença viral originada na China, e tem iniciado o debate sobre a rapidez da disseminação de novas doenças. O professor Paulo Saldiva levanta questões importantes sobre o assunto, como a adaptação dos vírus ao meio ambiente e os mecanismos de prevenção existentes. “O vírus da gripe é um exemplo, todo ano ele se modifica de tal forma que aqueles vírus que conseguiram se modificar têm mais chance de se adaptarem aos anticorpos que produzimos contra eles”, afirma Saldiva sobre a facilidade de organismos simples, como vírus, adaptarem-se ao ambiente. 

A mobilidade entre as pessoas é um fator importante quando se precisa analisar novos mecanismos de prevenção de doenças, diz Saldiva: “Antes, as doenças andavam de navios e as pessoas não se locomoviam tão rapidamente. Agora não, uma pessoa pode ir para a China, pegar uma variante do coronavírus e desembarcar em um outro continente, como aconteceu recentemente nos Estados Unidos”.

Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna.


Saúde e Meio Ambiente
A coluna Saúde e Meio Ambiente, com o professor Paulo Saldiva, vai ao ar toda segunda-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.