Adoção de 50 crianças, por um único casal, mostra falhas do Judiciário

Eunice Prudente comenta que legitimação não pode ser vista como mera caridade

Com 30 anos de vigência, o Estatuto da Criança e do Adolescente tem sua legislação internacionalmente conhecida e elogiada, porque mudou o olhar no Brasil no que diz respeito aos direitos da criança e do adolescente, e deve ser entendida como proteção integral e prioridade em todas as políticas públicas.

Eunice Prudente destaca que “adoção é um instituto jurídico antigo, mas agora sob nova visão. Não pode ser visto ou entendido como mera caridade. O objetivo é formar uma família. Sob responsabilidade das Varas da Infância e Juventude, há pessoas que se inscrevem como futuros pais e mães adotivos. Caso recente ocorrido no Rio de Janeiro mostra muitas falhas na adoção de 50 crianças por um único casal”.


Educação e Direitos
A coluna Educação e Direitos, com a professora Eunice Prudente, vai ao ar toda sexta-feira às 8h30, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e  TV USP. 

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.