Adeus neoliberalismo

A professora Marilia diz que um vírus transformou a ordem econômica, de tal forma que os donos do poder já não têm nenhum prurido em pedir socorro ao Estado

Nestes tempos de pandemia de coronavírus, o neoliberalismo pede socorro ao Estado. A professora Marilia Fiorillo lembra que o presidente Trump comprou há pouco uma briga com a Organização Mundial da Saúde, numa manobra bem ao seu estilo e visando a preparar um futuro bode expiatório para a explosão da covid-19 nos EUA, não fosse ele o principal culpado por essa situação, ao chamar a pandemia de gripezinha e de condenar o isolamento social.

A colunista cita ainda um texto no qual, em uma de sua passagens, diz que “os governos terão que aceitar um papel mais ativo do Estado na economia e encarar os serviços públicos como investimento”. O surpreendente, para ela, é que esse texto pró-distributivismo foi extraído do Financial Times, o qual, juntamente com a revista The Economist, é a  bíblia dos banqueiros e investidores. “Será que os ricos e poderosos enlouqueceram e se tornaram socialistas utópicos, amantes da humanidade e paladinos da igualdade ?”, pergunta Marília, respondendo que não, “são apenas sensatos e sabem que mais vale perder os anéis do que os dedos”.

A austeridade, diz Marilia, deixou de ser panaceia universal, a livre iniciativa se recolheu e pede socorro. Um vírus transformou, da noite para o dia, a ordem econômica mundial. “A pandemia vai passar, mas ela já subverteu a agenda dos donos do poder”. Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna.


Conflito e Diálogo
A coluna Conflito e Diálogo, com a professora Marília Fiorillo, vai ao ar toda sexta-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.