A ONU e o desafio em manter a paz e a segurança internacional

Segundo Alberto do Amaral, a própria noção de segurança internacional e de paz alterou-se radicalmente e não se refere apenas aos conflitos envolvendo a integridade territorial dos Estados

 14/09/2021 - Publicado há 3 meses
Por

A Organização das Nações Unidas (ONU) foi criada em 1945, com o fim da Segunda Guerra Mundial, e representou um novo modo de governança internacional, que se baseou na ideia da solução pacífica das controvérsias, na proteção dos direitos humanos e na delegação a um órgão – o Conselho de Segurança – a competência para garantir a paz e a segurança internacional.

A estrutura da ONU é dividida entre o Conselho de Segurança e a Assembleia Geral. A ordem de poder internacional mudou consideravelmente a partir do final da Segunda Guerra Mundial, de tal sorte que os países que possuem o direito de veto no Conselho de Segurança, os chamados membros permanentes, não mais são as únicas potências internacionais, nem mesmo as mais importantes. Outras surgiram em vários continentes.

“A própria noção de segurança internacional e de paz alterou-se  radicalmente e não se refere apenas aos conflitos envolvendo a integridade territorial dos Estados, mas há também os conflitos internos, que ultrapassam as fronteiras nacionais e provocam efeitos devastadores a uma região inteira do globo. Exemplos de Ruanda e da Libéria”, avalia Alberto do Amaral.

“A ideia de paz internacional está diretamente ligada à proteção dos direitos humanos e à necessidade da criação de organizações internacionais, com o poder jurisdicional capaz de resolver pacificamente as controvérsias. Não bastam haver regras para a solução de conflitos, mas é preciso estabelecer uma organização, dotar pessoas com competência para a resolução de conflitos em caráter definitivo e, mais do que isso, é importante que os Estados se submetam a essas autoridades internacionais com esse fim.” Não podemos deixar de falar da segurança cibernética, que também está relacionada à segurança internacional. “A falta de poder da ONU resulta da falta de poder que os Estados lideram”, diz o colunista.


Um Olhar sobre o Mundo
A coluna Um Olhar sobre o Mundo, com o professor Alberto Amaral, vai ao ar toda terça-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.