A fenomenologia ajuda a entender nossa relação com a falha

Para Luli Radfahrer, quando a falha é importante ou frustrante, a experiência, mesmo boa, acaba sendo prejudicada

O estudo da experiência da relação que temos com as coisas do dia a dia chama-se fenomenologia, que estuda os fenômenos. O professor Luli Radfahrer diz que prestamos mais atenção nas coisas quando elas dão errado, por exemplo, a cadeira que range, o interruptor que não funciona, a impressora que emperra o papel, e a fenomenologia nos ajuda a entender a nossa relação com a falha.

Radfahrer explica que a fenomenologia se tornou importante porque hoje em dia quase todas as experiências são remotas, artificiais, através de aplicativos, de serviços web ou internet das coisas, e é preciso entender porque uma impressora, por exemplo, falha e a relação com o usuário é ruim. “Quando a falha é importante ou frustrante, a experiência, mesmo boa, acaba sendo prejudicada.”

Ouça a íntegra da coluna Datacracia no player acima.


Datacracia
A coluna Datacracia, com o professor Luli Radfahrer, vai ao ar toda sexta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.