A educação também sofre muito com a pandemia

Segundo o colunista Pedro Dallari, de acordo com dados da Unesco, mais de 1 bilhão de crianças e jovens estão fora das escolas

“É indiscutível que o direito à educação para crianças e jovens vem sendo fortemente afetado pela pandemia do novo coronavírus”, afirma o professor Pedro Dallari em sua coluna desta semana. Segundo ele, essa constatação é feita pela Unesco, uma organização da ONU para a educação que reúne 193 países. “No acompanhamento do impacto da pandemia na educação, a Unesco mede o efeito dessa situação em um dos direitos fundamentais do ser humano, que é justamente a educação. Um dos impactos decorrentes da pandemia advém do fechamento das escolas, ocasionado pela necessidade de isolamento social”, afirma Dallari. “Os dados mais recentes da Unesco, de 21 de julho, apontam que mais de 1 bilhão de crianças e jovens foram afetados e estão fora das salas de aula. Isso corresponde a cerca de 65% dos estudantes do mundo”, atesta o colunista.

“São 107 países nos quais o fechamento das escolas é total. Mas se o fechamento é necessário, devido à necessidade do isolamento, há efeitos colaterais graves”, garante o professor. “A interrupção do aprendizado, mesmo com o ensino a distância; a deficiência nutricional, já que as escolas provêm alimentação e saúde para crianças e jovens; o estresse extremo para os professores, que não conseguem dar continuidade no relacionamento pedagógico”, afirma. “Atualmente, se discute no Brasil e em outros países a volta às aulas presenciais e estes aspectos devem ser levados em consideração, em paralelo às medidas de isolamento social, que continua sendo a mais adequada ao combate à pandemia” finaliza.

Veja aqui o relatório da Unesco sobre os impactos da pandemia na educação.

Ouça no player acima a íntegra da coluna Globalização e Cidadania.


Globalização e Cidadania
A coluna Globalização e Cidadania, com o professor Pedro Dallari, vai ao ar toda quarta-feiraa às 8h, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.