A Editora da Universidade de Brasília completa 60 anos

A professora Marisa Midori aborda a importância das editoras universitárias, que também sofrem com a crise do mercado editorial

 09/07/2021 - Publicado há 3 meses  Atualizado: 12/07/2021 as 9:56
Por

Na coluna Bibliomania desta semana, a professora Marisa Midori chama a atenção para os 60 anos da Editora da Universidade de Brasília, segundo ela, um assunto que precede questões, certamente emergenciais, relacionadas ao mercado. Como diz a professora, “as editoras universitárias serão, se já não estão sendo, profundamente atingidas com a crise do mercado editorial, o que se observa pela queda da produção de livros técnicos e científicos”.

Mas não é só isso, aponta Marisa. “Mas, também, porque, quando nos referimos à produção de obras universitárias e, de modo particular, de livros científicos, devemos pensar que esta produção reflete, de um lado, os investimentos em políticas públicas voltadas para a educação e a cultura em nosso país; e, de outro, os programas de fomento ao ensino e à pesquisa nas universidades e, nesse ponto, o governo tem deixado a desejar, como demonstra o último número da Revista da Fapesp, em uma matéria primorosa voltada para essa temática.”

Para a professora, “é claro que celebrar 60 anos representa muito para uma editora brasileira; no entanto, há muitas outras razões para celebrar o aniversário da Editora da UnB. Marisa conta que a própria história da Universidade de Brasília nasce praticamente com o projeto da capital do Brasil, e que a editora também faz parte desse projeto original. “Este é o primeiro motivo que a torna tão especial. Já nos croquis da nova universidade vemos o espaço reservado à editora. Não apenas o espaço, mas também a dotação orçamentária e seus objetivos, como se lê no Plano Orientador da Universidade de Brasília.” Uma história tão importante que será retomada no próximo programa.


Bibliomania
A coluna Bibliomania, com a professora Marisa Midori, vai ao ar toda sexta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.