USP Especiais #24: Elder Costa – parte 1 – Trajetória

Violonista conta sua trajetória de formação e mostra trabalhos desde o início da carreira

Por - Editorias: - URL Curta: jornal.usp.br/?p=343663

USP Especiais #24: Elder Costa – parte 1 – Trajetória
USP Especiais

 
 
00:00 / 59:28
 
1X
 

Daquele espaço montanhoso da Serra da Mantiqueira, sul de Minas, ali perto de São Paulo, nos chega o violonista e compositor Elder Costa com uma trajetória de suma importância e um trabalho relevante e sincero para a música brasileira.

Aqui, ouviremos sua gênese musical desde a infância, na fazenda ao som sertanejo dos programas de Zé Béttio, sua adolescência já mostrando sobriedade incomum, dividindo sua formação entre a música popular e erudita. A juventude ao som muito particular da cultura efervescente de Minas dos anos 1980, sob influência das vanguardas que chegavam, acompanha a silhueta dos morros da Mantiqueira em cima de harmonias complexas, como aponta Ivan Vilela, que também está presente neste programa.

“Com violão cada vez mais denso, estas tuas harmonias me espantam, são inusitadas, na hora que pensamos que sabemos onde pretendes chegar, nos surpreendes com um sobressalto e o curso melódico harmônico da sua música muda, mostrando um novo caminho, uma nova paisagem, uma nova alegria, alegria de sermos surpreendidos e com isto crescermos. Elder, te reconheço como um grande compositor. Um compositor não deve ter estilo, deve compor de tudo, afinal é isso que esse nome indica: diversidades. A maneira como te aproprias do congado, do choro e da balada, e de tantos outros estilos composicionais, mostra o caudaloso rio que tornaste.” (Ivan Vilela)

Milton Nascimento acolhe Elder em sua casa, e reconhece a excelência do afilhado musical. Toninho Horta e Fredera (guitarrista do Som Imaginário) também estão presentes nessa formação, bem como o próprio Ivan Vilela, assim reconhece Elder.

Dos trabalhos do pop rock da banda Toque de Midas, nos anos 90, álbuns solo com participação de Milton Nascimento e Ana Carolina, até um retorno às raízes depois de viagens musicais aos quatro cantos do mundo, com o Trio Mocotó (banda que acompanhava Jorge Ben), dentre muitos outros trabalhos, Elder Costa nos presenteia com sua trajetória que importa por si mesmo, sem a necessidade de “vender a alma”, como diz Hermeto Pascoal, e sua música existe por força própria.

Créditos do Programa

Apresentação: Raquel Novaes

Roteiro e montagem: Raquel Novaes e Gustavo Xavier

Voz adicional: Cido Tavares

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.