USP Especiais #79: A censura a partir do Arquivo Miroel Silveira

O programa traz a censura e as peças “O Crime do Poço” e “Reportagem de um Tempo Mau”

Jornal da USP
Jornal da USP
USP Especiais #79: A censura a partir do Arquivo Miroel Silveira
/

Neste USP Especiais, ouça como, no período da ditadura militar no Brasil, “a arte se tornou mais crítica”, e o teatro, socialmente engajado, foi de intermináveis censuras.

Os arquivos salvos por Miroel Silveira dizem respeito a uma censura prévia a rádio, tv, livros etc., feita pelos órgãos censores no período ditatorial.

Miroel Silveira era um professor de teatro da Escola de Comunicações e Artes da USP nos anos da ditadura e teve uma história interessante de resguardo dos arquivos de censura da época do fim do regime militar, em 1988.

As peças O Crime do Poço, de Helena Silveira, e Reportagem de um Tempo Mau, de Plínio Marcos, são exemplares de um teatro engajado socialmente. As histórias calcadas numa terrível realidade nos é desnudada, com trechos emocionantes e reflexivos, políticos e filosóficos, instigantes de um pensamento contracultural que simplesmente nos abre os olhos.

A censura pensava o teatro como idealismo, como educação da população, e não como uma crítica à realidade. Escutar os trechos dos textos teatrais e dos textos de avaliação das peças que justificavam a censura nos aporta para um tempo que, de fato, deve ficar longe da nossa realidade e existir apenas como dado histórico.

________________________________________________________________________________

Créditos do programa

Apresentação, edição e montagem: Thales Figueiredo


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.