USP Especiais #73: A Voz Suprema do Blues

Programa traz o blues e seus desdobramentos a partir do filme “A Voz Suprema do Blues”.

Jornal da USP
Jornal da USP
USP Especiais #73: A Voz Suprema do Blues
/

O filme A Voz Suprema do Blues, lançado em 2020, do diretor George C. Wolfe, é o ponto de partida para o professor de História da USP, Marcos Napolitano, percorrer os desdobramentos deste gênero a partir da indústria fonográfica dos anos 1920.

O filme conta uma passagem histórica da cantora norte americana de blues Ma Rainey, na gravação de um fonógrafo, e todas as facetas de preconceito racial, pressão da indústria e a condição de mulher negra carregando uma postura forte e necessária de sobrevivência.

Os desdobramentos do blues em gêneros que, em décadas, distanciaram-se muito da sua origem, também trazem consigo todos os aspectos sociológicos e mercadológicos que, apesar de muita força, não conseguiram apagar seu “DNA” contido nesses novos estilos. O professor Marcos Napolitano traça uma historiografia de referências e fatos históricos envolvendo músicos e bandas como Ray Charles, The Yardbirds, Nina Simone, The Beatles, The Doors, The Rolling Stones, Led Zeppelin, Deep Purple. Seus comentários nos trazem clareza indubitável de que a voz do blues ainda se faz presente.

______________________________________________________________
Créditos do Programa

Argumento e Entrevista: Tabita Said

Entrevistado: Professor Marcos Napolitano

Apresentação, roteiro, locução e montagem: Eduardo de Oliveira

Supervisão e orientação: Gustavo Xavier


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.