USP Especiais #17 – Cidades, lugares e viagens em espanhol

A música popular em língua espanhola é abordada a partir de seus movimentos, literalmente

Por - Editorias: - URL Curta: jornal.usp.br/?p=328544

USP Especiais #17 – Cidades, lugares e viagens em espanhol
USP Especiais

 
 
00:00 / 47:11
 
1X
 

A música popular espanhola pode seguir uma trilha das trilhas, ou seja, fazer da viagem o caminho das suas composições. Um caminho cujo itinerário pode não ser somente das paisagens do interior da Espanha, mas também das paisagens necessárias ao imigrante na sua forma nômade de sobrevivência. E o sentimento de um pertencer particular: “De ningún lado del todo, y de todos lados un poco” (a nenhum lugar completamente, mas todos os lugares, um pouco), como na letra de Movimiento, de Jorge Drexler, o qual tem também a propriedade da fala de um imigrante.

O querer descobrir o novo é o que nos coloca em movimento. Esse novo pode estar numa Madri de Joaquin Sabina, da música Pongamos que Hablo de Madri, com sua beleza estonteante, mas que, ao mesmo tempo, pode ser uma metrópole fria e distante. Ou, sobre a mesma cidade, a possibilidade de um olhar delicado, como vemos em Adjunto Foto del Café Verbena, da cantora Zahara. E como é importante, também, viver longe da cidade. Muerdo convida Maria Rozalén na música Lejos de la ciudad, convocando-nos a enxergar a importância de viver num tempo diferente, de “la flor de la libertad”, sem sermos “esclavos del mal”, como alerta a letra.

O movimento, por vezes, se faz urgente, nos torna nômades por sobrevivência. Rupatrupa, em El Exilio, traz o retrato do refugiado numa descrição direta e nua do africano que sonha tanto com o futuro quanto em deixar o monstro do passado.

Por fim, “al final del final”, Nómadas, do grupo La Maravilhosa Orquestra del Alcohol, sintetiza o nosso movimento próprio: humano. O prazer de estar longe é o que nos aproxima: “Te sientes vivo en el andén” (Você se sente vivo na plataforma).

Viaje!

Créditos do programa

Roteiro, edição e apresentação: Sara Hernández Caramazana e Ángela Blázquez Fernandez

Supervisão: Eduardo Vicente

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.