Tecnologias do Futuro #10: Vacinas serão cada vez mais comuns no combate ao câncer

Para o professor José Alexandre Barbuto, vacinas capazes de usar as defesas naturais do corpo para destruir seletivamente apenas as células tumorais são um dos possíveis futuros no tratamento do câncer

Por - Editorias: - URL Curta: jornal.usp.br/?p=284376

Tecnologias do Futuro #10: Vacinas serão cada vez mais comuns no combate ao câncer
Momento Tecnologia - USP

 
 
00:00 / 5:50
 
1X
 

Em 2018, a Agência Internacional de Pesquisa em Câncer divulgou um número alarmante: nos últimos seis anos os casos de câncer no mundo aumentaram 28%.

Para enfrentar essa doença complexa, que é uma das maiores causas de morte do mundo, cientistas estão utilizando a tecnologia para criar novos tratamentos, incluindo, vacinas capazes de usar as defesas naturais do corpo para destruir seletivamente apenas as células tumorais. Essas vacinas, ao contrário das quimioterapias convencionais, limitam os danos às células saudáveis.

Atualmente, no Departamento de Imunologia do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP, pesquisadores estão estudando essas alternativas.

Conforme explica o professor José Alexandre Barbuto, chefe do Laboratório de Imunologia de Tumores do ICB, “um tumor ao crescer no indivíduo se relaciona com vários sistemas do organismo, em geral atrapalhando”. Entender essa relação entre o tumor e os diferentes sistemas, em especial, a relação com o sistema imunológico – que nos protege de doenças – pode ajudar cientistas a “recrutar o sistema imune para participar da briga”, ilustra ele.

Para ele, o futuro do combate ao câncer usando vacinas é inevitável. De acordo com o especialista, vacinas contra o vírus da Hepatite B já existem e são utilizadas para prevenir o câncer de fígado, por exemplo.

Entretanto, a grande novidade é que “sabendo que o sistema imune reconhece o tumor e quando reconhece pode comprar a briga”, um novo uso para vacinas contra o câncer está sendo inaugurado. Ainda que não seja um tratamento preventivo, a ideia de utilizar o sistema imunológico do paciente para combater a doença é a mesma. “E isso tem muito futuro hoje”, pontua Barbuto.

Ouça a matéria completa acima.

Se você quer saber mais sobre o assunto, o Jornal da USP publicou recentemente uma matéria sobre como uma nova técnica utiliza células do sistema imune para fazer a contagem de linfócitos T, capazes de reconhecer e eliminar o câncer de mama. Acesse aqui

Para receber atualizações com novos episódios, assine o feed do podcast Momento Tecnologia. Estamos também no Spotify, no iTunes, Google Podcasts, entre outros apps.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.