Saúde sem Complicações #7 – Intoxicação por dietilenoglicol é reversível, mas deixará sequelas graves

Solvente dietilenoglicol, usado em processo de resfriamento de cervejas, foi encontrado recentemente em lotes de bebida da marca Backer. Segundo o professor e coordenador da Enfermaria de Nefrologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, Osvaldo Merege Vieira Neto, os primeiros sintomas da síndrome nefroneural envolvem náuseas, vômitos e dores abdominais que podem até ser confundidos com intoxicação alimentar e gastrite. Mas a síndrome provoca mesmo lesões nos rins e também no sistema nervoso

Por - Editorias: - URL Curta: jornal.usp.br/?p=299337

Saúde sem Complicações #7 – Intoxicação por dietilenoglicol é reversível, mas deixará sequelas graves
Saúde sem Complicações

 
 
00:00 / 22:39
 
1X
 

O ano de 2020 não começou bem para os amantes de cerveja. Uma série de casos de intoxicação por dietilenoglicol, um solvente orgânico altamente tóxico e utilizado no processo de resfriamento da bebida, causou hospitalização e morte.  Apesar de não ser uma substância comum nesse tipo de indústria – quando utilizada, não entra em contato com a bebida, mas o dietilenoglicol foi encontrado em lotes de cervejas da marca Backer. Quatro consumidores da bebida morreram logo nos primeiros dias do ano, diagnosticados pela síndrome nefroneural. 

Segundo o professor e coordenador da enfermaria de Nefrologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, Osvaldo Merege Vieira Neto, os primeiros sintomas da síndrome nefroneural envolvem náuseas, vômitos e dores abdominais que podem até ser confundidos com intoxicação alimentar e gastrite. Mas a síndrome provoca mesmo lesões nos rins e também no sistema nervoso.

O médico conta que alguns dias após os primeiros sintomas ocorre a insuficiência renal. Com incapacidade de urinar, substâncias como a ureia e a creatinina aumentam no organismo. Na sequência, cerca de sete dias depois, os sintomas neurológicos começam com paralisia de nervos da face e da cabeça, seguindo com paralisação dos membros superiores e inferiores, podendo até afetar a musculatura respiratória. 

Quando a intoxicação pela substância é identificada nas primeiras 24 horas, é possível utilizar um antídoto denominado fomepizol. Entretanto, esse tipo de substância só é encontrado nos Estados Unidos e sua importação é complicada, o que dificulta seu uso em emergências. Uma possível alternativa de antídoto no Brasil seria o álcool etílico. O professor afirma que esse quadro da síndrome nefroneural é reversível, mas de difícil previsão, pois não é comum a ocorrência em massa desse tipo de intoxicação. Mas, adianta, é provável que as vítimas sobrevivam com sequelas nos rins e no sistema neurológico.

Ouça o podcast na íntegra acima.

 

Ficha técnica

Produção: Mel Vieira e Flávia Coltri

Apresentação: Mel Vieira

Trabalhos técnicos: Mariovaldo Avelino e Luiz Fontana

Coordenação: Rosemeire Talamone

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.