Saúde Sem Complicações #46: Câncer de pênis é raro, mas tem alto índice de mortalidade

Doença não tem causas genéticas, está relacionada a fatores ambientais e comportamentais e é curável se tratada logo no início

Por
Jornal da USP
Saúde Sem Complicações #46: Câncer de pênis é raro, mas tem alto índice de mortalidade
/

O podcast Saúde Sem Complicações desta semana recebe o professor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, Rodolfo Borges dos Reis, para falar sobre o câncer de pênis. Na entrevista, o urologista conta como é essa doença, seus sintomas e variações e como preveni-la.

Causas do câncer de pênis

Segundo o professor Reis, como um crescimento desordenado de células malignas, o câncer pode acontecer no pênis e formar um tumor. Entre as variações de tumores, existem os mais agressivos, o verrugoso e aqueles que provocam lesões superficiais. Reis informa que o tipo espinocelular é o que mais atinge a população masculina, devido à irritação da pele, associada à má higiene do pênis ou ao papiloma vírus humano (HPV). O professor também explica ao ouvinte a relação entre a enfermidade e a condição de fimose.

O especialista adianta que o câncer peniano corresponde a apenas 1% dos casos de tumores que atingem o homem e está relacionado a fatores ambientais e comportamentais, ou seja, não é hereditário. Informa ainda que, geralmente, a doença surge por volta dos 50 anos de idade.  

Sintomas e prevenção do câncer de pênis

O professor Reis orienta os homens a ficarem atentos a lesões que não cicatrizam ou que crescem rapidamente, procurando o médico urologista para diagnóstico, uma vez que a doença é curável. Mas, quando já está espalhado, alerta, a mortalidade é alta.

Entre as formas de prevenção do câncer peniano estão a higiene adequada do pênis, utilizando água e sabão sempre, bem como após as relações sexuais, e o uso de preservativos. Realizar o autoexame, a cirurgia de fimose para seus portadores e evitar o tabagismo também são maneiras de prevenir a doença.

Os ouvintes podem enviar sugestões de temas e comentários para o e-mail: ouvinte@usp.br.


Saúde sem complicações

Apresentação: Mel Vieira
Produção: Mel Vieira e Flávia Coltri
Edição: Rita Stella
Edição Sonora: Mariovaldo Avelino e Luiz Fontana
Coordenação: Rosemeire Talamone
Edição Geral: Cinderela Caldeira
E-mail: ouvinte@usp.br
Horário: terça-feira, às 13h.
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 107,9; ou Ribeirão Preto FM 107.9, ou pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular para Android e iOS
 

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.