Saúde sem Complicações #17 – Fissura labiopalatina é a segunda malformação mais comum

Segundo Cleide Felício Carvalho Carrara, fatores genéticos e ambientais podem ser causas da malformação, conhecida como lábio leporino, que é multifatorial. O uso do tabaco, de bebida alcoólica e até de medicamentos para controle de epilepsia são fatores de risco para gestantes

Por - Editorias: - URL Curta: jornal.usp.br/?p=314400

Saúde sem Complicações #17 – Fissura labiopalatina é a segunda malformação mais comum
Saúde sem Complicações

 
 
00:00 / 29:27
 
1X
 

O podcast Saúde Sem Complicações desta semana recebe a professora do Departamento de Odontopediatria, Ortodontia e Saúde Coletiva do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Faculdade de Odontologia da USP de Bauru (FOB-USP), Cleide Felício Carvalho Carrara, para falar sobre a fissura labiopalatina, mais conhecida por lábio leporino.

A professora  explica que a fissura do lábio ou do palato (céu da boca) é uma malformação congênita que atinge a face, sendo a segunda malformação mais comum. Fatores genéticos e ambientais podem ser causas da condição, que é multifatorial. Cleide afirma que o uso do tabaco, de bebida alcoólica e até de medicamentos para controle de epilepsia são fatores de risco para gestantes. 

Além disso, Cleide diz que é possível identificar a fissura labiopalatina ainda na gestação, no exame de ultrassom. Dessa forma, a gestante já pode receber orientações sobre o tratamento da condição. Segundo a professora, quanto mais as estruturas são atingidas, mais complexos se tornam o tratamento e a reabilitação. 

Estética, arcada dentária e a fala são atingidas pela fissura; porém, todas passíveis de correção através de tratamento. A cirurgia primária pode ser feita a partir do terceiro mês de idade na fissura do lábio e, a partir de 12 meses, na fissura do palato, explica a especialista. 


Saúde sem complicações

Apresentação: Mel Vieira
Produção: Mel Vieira e Flávia Coltri
Edição: Rita Stella
Edição Sonora: Mariovaldo Avelino e Luiz Fontana
Coordenação: Rosemeire Talamone
Edição Geral: Cinderela Caldeira
E-mail: ouvinte@usp.br
Horário: terça-feira, às 13h.
Veja todos os episódios da Saúde sem complicações
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 107,9; ou Ribeirão Preto FM 107.9, ou pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular para Android e iOS
 

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.