Revoredo #53: Viola caipira toca a cultura popular brasileira

João Paulo Amaral e Osni Ribeiro imprimem na viola caipira a cultura popular brasileira e o universo caipira

Revoredo
Revoredo
Revoredo #53: Viola caipira toca a cultura popular brasileira
/

Revoredo desta semana apresenta o trabalho de João Paulo Amaral e Osni Ribeiro. Amaral é instrumentista, compositor, arranjador e mestre em Música pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), onde realizou pesquisa sobre a viola caipira a partir das obras de Tião Carreiro. A produção do músico traz gêneros da cultura popular brasileira como cururu, cateretê, pagode e música caipira.

Osni Ribeiro, além de violeiro, também é cantor, compositor e apaixonado pela música e pela cultura caipira. Aos 10 anos, ganhou o primeiro instrumento, uma craviola, um instrumento com 12 cordas, o que deixava a sonoridade semelhante à da viola. Quando aprendeu os primeiros acordes, descobriu que “as músicas caipiras eram muito fáceis de tocar”, conta, o que o aproximou ainda mais do instrumento.

Grande admirador da viola caipira, Ribeiro optou pelo instrumento de dez cordas e com quase quatro décadas de carreira, construída combinando o universo caipira e a música brasileira contemporânea, o violeiro já tocou em diversos festivais pelos Estados do Brasil.

No podcast desta semana tem as músicas: De Abaeté a Campo Grande; Tempero Goiano; Suíte Tião Carreiro; Grito Tupi; Linha motriz; Pescaria Rio Abaixo; O trenzinho do caipira; Trem da Serra; Sambando no Cateretê; Rabiola; Quase folia e Porto da Ribeira.

Ficha Técnica: Produção e apresentação: Maestro José Gustavo Julião de Camargo Coprodução e edição: Rádio USP Ribeirão Preto

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.