Saúde Sem Complicações #69: Sarcoidose é uma doença rara que pode levar à morte

Doença autoimune e sistêmica, a sarcoidose afeta principalmente o pulmão, causando fibrose pulmonar

Jornal da USP
Jornal da USP
Saúde Sem Complicações #69: Sarcoidose é uma doença rara que pode levar à morte
/

O Saúde sem Complicações desta semana recebe a reumatologista Daniela Aparecida de Moraes, do Departamento de Clínica Médica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, para falar sobre a sarcoidose.

O que é sarcoidose?

Segundo a reumatologista, a hipótese mais aceita para explicar o surgimento da doença é a predisposição genética com influência de fatores externos. A sarcoidose, adianta, afeta múltiplos órgãos e pode apresentar três tipos de manifestações: a assintomática; a aguda, em que o paciente apresenta inflamação em diversas partes do corpo, e a forma crônica, que apresenta também inflamação dos órgãos e pode levar à morte.

No Brasil, a incidência de casos é de dez pessoas a cada 100 mil habitantes. Geralmente, atinge mulheres negras entre 20 a 40 anos ou após os 60 anos. Os portadores da doença, explica Daniela, podem apresentar febre, perda de peso, tosse, falta de ar e dor na região torácica, uma vez que o pulmão é acometido em cerca de 90% dos casos. 

A médica esclarece que a investigação da doença depende de diversos fatores, mas o raio X pulmonar com presença de alterações, dentre elas o aumento na quantidade de gânglios na região próxima aos brônquios, e uma biópsia de alguma região corporal que possui gânglios podem ser determinantes para o diagnóstico. O tratamento depende da forma de manifestação da doença. Os assintomáticos necessitam apenas de observação; nos demais casos, é utilizado corticoide e, após um tempo, outras drogas imunossupressoras para o adormecimento da doença.


Saúde sem complicações

Produção e Apresentação: Mel Vieira
Coprodução e Edição: Rádio USP Ribeirão Preto
Edição: Rita Stella
E-mail: ouvinte@usp.br
Horário: terça-feira, às 13h.
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 107,9; ou Ribeirão Preto FM 107.9, ou pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular para Android e iOS
 

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.