Pesquisa permite avaliar melhores datas para plantio de milho e soja em sucessão

Um estudo desenvolvido na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba, analisou os impactos do fenômeno climático El Niño na produtividade de soja e milho safrinha. Em entrevista aos Novos Cientistas, o engenheiro agrônomo Rogério Nóia Júnior descreveu como realizou a pesquisa e a importância dos dados obtidos para os agricultores

Por - Editorias: - URL Curta: jornal.usp.br/?p=275048

Pesquisa permite avaliar melhores datas para plantio de milho e soja em sucessão
Novos Cientistas

 
 
00:00 / 13:54
 
1X
 

Qual a melhor data de semeadura da soja e do milho safrinha, quando plantados em sucessão? Foi buscando uma resposta a este questionamento que o engenheiro agrônomo Rogério Nóia Júnior realizou sua pesquisa, que também avaliou a influência dos fenômenos climáticos, como o El Niño e La Niña, sobre a sucessão soja/milho safrinha em diferentes datas de semeaduras.

O estudo resultou na publicação do artigo Sucessão de soja no Brasil: impactos das datas de semeadura na variabilidade climática, produtividade e rentabilidade econômica, na Revista Europeia de Agronomia, assinado por Rogério e por seu orientador, o professor Paulo César Sentelhas, da Esalq.

Segundo Rogério Nóia, a pesquisa também permitiu determinar a magnitude da quebra de produtividade devido ao déficit hídrico e ao manejo subótimo do cultivo. Para atingir os objetivos, as produtividades das culturas da soja e do milho foram simuladas para 29 locais em 12 Estados, com as datas de semeadura da soja variando de 21 de setembro a 1º de janeiro, para um período de 34 anos (1980-2013).

Os resultados indicam que a máxima produtividade para a cultura da soja, para a maior parte do território brasileiro, é obtida quando se realiza a semeadura em outubro. O engenheiro disse também que a data ótima de semeadura para a sucessão soja-milho safrinha pode variar de acordo com o fenômeno La Niña e El Niño. “A antecipação da semeadura da soja, para o final de setembro, permite que o cultivo do milho safrinha seja realizado em época com condições climáticas favoráveis. Contudo, os nossos resultados indicam que, em anos de La Niña, a antecipação da semeadura da soja na região Sul do Brasil pode causar perdas de produtividade”, apontou.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.