Olhar Brasileiro #32: Conjunto instrumental Trio 3D nasceu durante a bossa nova

Organizado em trio, o grupo foi criado em 1963 pelo pianista, compositor e arranjador carioca Antonio Adolfo

Olhar Brasileiro
Olhar Brasileiro
Olhar Brasileiro #32: Conjunto instrumental Trio 3D nasceu durante a bossa nova
/

“Na denominada ‘segunda fase da bossa nova’, que aconteceu em meados dos anos 1960, uma geração de instrumentistas de alto gabarito, organizou-se em trios, geralmente constituídos de piano, contrabaixo e bateria, e – eventualmente – um ou mais instrumentistas convidados. Nessa linha, em dezembro de 1963, o pianista Antonio Adolfo formou o Trio 3D, que, posteriormente, foi denominado Conjunto 3D”, conta o pesquisador Omar Jubran no programa Olhar Brasileiro, da Rádio USP (93,7 MHz), transmitido no dia 26 de dezembro de 2021.

Após o lançamento do primeiro álbum, Tema 3D, (1964) – com a base formada por Antonio Adolfo no piano, o argentino Catcho Pomar no contrabaixo e Nelson Serra e Dom Um Romão revezando-se na bateria –, o grupo amplia a fórmula anterior, fato que pode ser constatado a partir do título do novo trabalho, O Trio 3D Convida, lançado em abril de 1965. Como diz Jubran, uma “estética bossanovista” que deixa um gostinho de saudade.

Ouça no link acima a íntegra do programa.

Dedicado à divulgação da música popular brasileira, Olhar Brasileiro vai ao ar pela Rádio USP (93,7 MHz) sempre aos domingos, às 10 horas, com reapresentação na terça-feira, à 0 hora, inclusive via internet, através do site da emissora. Às quintas-feiras ele é publicado na forma de podcast no Jornal da USP e nas principais plataformas digitais agregadoras de podcasts. O programa é produzido e apresentado pelo pesquisador Omar Jubran.

As edições anteriores de Olhar Brasileiro estão disponíveis neste link.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.