Momento Tecnologia #60: Novo tratamento usa biomateriais para endometrite em vacas

Pesquisadores comentam sobre uma nova terapia construída a partir de biomateriais e aplicada em 37 vacas diagnosticadas com a doença, com taxa de cura entre 60% e 100%

Por
Jornal da USP
Jornal da USP
Momento Tecnologia #60: Novo tratamento usa biomateriais para endometrite em vacas
/

Um novo tratamento sem uso de antibióticos para endometrite em vacas está sendo desenvolvido por pesquisadores da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da USP. A doença é definida como uma inflamação uterina, especificamente do endométrio da vaca, que abre espaço para as infecções por bactérias. Margarita Rosa Bobadilla Gaviria, engenheira biomédica e pós-doutoranda na FMVZ-USP, explica que partos em locais biologicamente insalubres são propícios ao surgimento de infecções bacterianas a partir da condição inflamatória. “De acordo com estatísticas, mais ou menos 30% de todas as vacas que parem contraem alguma infecção bacteriana associada à endometrite”, explica.

Bruno Leonardo Mendonça Ribeiro, médico veterinário e também pós-doutorando na FMVZ, fala sobre a administração excessiva de antibióticos em vacas com tratamentos mais convencionais, como os que são feitos a partir de antibióticos, hormônios ou a partir da cura natural. De acordo com Ribeiro, o uso excessivo de antibióticos possibilita o surgimento de bactérias mais resistentes. “Quando se trata de uma tecnologia que proporciona o não uso de antibióticos, acaba sendo melhor. Essas novas tecnologias, a nanotecnologia e a utilização de biomateriais auxiliam numa nova tendência para que se possa prevenir ou diminuir a utilização de alguns antibióticos”, comenta.

Inicialmente testado em 37 animais, o novo tratamento alcançou taxa de 60%-100% de cura, com a aplicação de três fórmulas diferentes, segundo Margarita. Ela ficou responsável pela confecção das fórmulas, enquanto Ribeiro realizou as aplicações dos medicamentos nos animais. “A gente busca não só a cura clínica, mas também a cura funcional”, destaca Ribeiro, ao reforçar que o maior objetivo do tratamento é tornar a vaca fértil novamente e ajustar seu ciclo reprodutivo. Ele também reforça a importância do acompanhamento de um médico veterinário em qualquer que seja o tratamento realizado no animal.

Construído a partir de biomateriais, a formulação do novo medicamento ainda está sob sigilo devido ao processo de patente que ainda está sendo solicitado pelos autores. De acordo com Margarita e Ribeiro, a próxima etapa para o projeto é ampliar o número de animais de 37 para 100 e assim verificar novamente a potencialidade de cura do novo tratamento.


Momento Tecnologia
Edição de roteiro: Denis Pacheco
Edição de som:  Guilherme Fiori
Edição geral: Cinderela Caldeira
E-mail: ouvinte@usp.br
Horário: Quinzenalmente, terças-feiras, às 8h05

O Momento Tecnologia vai ao ar na Rádio USP, quinzenalmente, segundas-feiras, às 8h05 – São Paulo 93,7 MHz e Ribeirão Preto 107,9 MHz e também nos principais agregadores de podcast  Veja todos os episódios do Momento Tecnologia

 

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.