Momento Tecnologia #40: Aplicativo ajuda a treinar fala de pacientes infantis em casa

O aplicativo SofiaFala, desenvolvido em faculdades da USP em Ribeirão Preto, conecta crianças com dificuldades na fala e exercícios prescritos pelos fonoaudiólogos

Por
Jornal da USP
Momento Tecnologia #40: Aplicativo ajuda a treinar fala de pacientes infantis em casa
/

Pesquisadoras da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCLRP) de Ribeirão Preto da USP, juntamente com fonoaudiólogas da Faculdade de Medicina (FMRP) da USP, também de Ribeirão, desenvolveram um aplicativo que busca estender os treinamentos de crianças com dificuldades na fala. A ideia para o SofiaFala surgiu após o nascimento da filha de Marinalva Dias Soares, profissional da área de Tecnologia da Informação e uma das idealizadoras do projeto. Sofia nasceu com síndrome de Down, o que implica dificuldades na fala. Marinalva compartilha que as horas de terapia nas clínicas não eram suficientes, por isso, juntamente com a professora Alessandra Alanis Macedo, do Departamento de Computação e Matemática da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP, pensou no aplicativo como uma forma de estender o tratamento fonoaudiólogo em casa.

O aplicativo possui dois módulos, um focado no paciente e o outro no profissional da fala. No módulo fonoaudiólogo, o profissional pode selecionar e prescrever os exercícios para cada paciente, como explica Patrícia Pupin Mandrá, docente do  Departamento de Ciências da Saúde da Faculdade de Medicina (FM) da USP de Ribeirão Preto. “O profissional poderá prescrever exercícios não articulatórios que são previamente selecionados isoladamente ou em sequência, indicando o número de vezes que o exercício deve ser realizado e repetido em casa. Ele também pode selecionar exercícios articulatórios que vão envolver a produção dos sons da fala, os fonemas isoladamente, em sílabas ou em palavras.”

Já no módulo criança, ao realizar os exercícios prescritos, o paciente recebe uma devolutiva sobre o seu desempenho, o que gera motivação para continuar realizando os exercícios, como explica Alessandra. “O interessante para a criança é que, ao realizar esse treino, ela consegue visualizar imagens das palavras, o som dessas palavras, e ela tem um feedback visual e auditivo estimulando ela à próxima palavra ou ao próximo treino. Então, fica bastante interessante nesse sentido, a criança se motiva porque tem som adequado para aquela idade, para que aquela criança passe a fazer o treinamento motivada.”

Apesar de ter sido desenvolvido com o foco inicial em crianças com síndrome de Down, o aplicativo pode ser usado para qualquer paciente infantil que precise desenvolver e treinar a fala. O aplicativo já foi utilizado por 49 crianças, com o acompanhamento de 17 fonoaudiólogas nos períodos de teste, e está disponível de forma gratuita desde junho deste ano. O próximo passo é continuar o desenvolvimento do software, com a criação de jogos e formas interativas de ajudar as crianças no treino da fala.

Ouça o podcast na íntegra com reportagem de Gabrielle Abreu.


Momento Tecnologia
Edição de roteiro: Denis Pacheco
Edição de som:  Guilherme Fiori
Edição geral: Cinderela Caldeira
E-mail: ouvinte@usp.br
Horário: Quinzenalmente, terças-feiras, às 8h05

O Momento Tecnologia vai ao ar na Rádio USP, quinzenalmente, segundas-feiras, às 8h05 – São Paulo 93,7 MHz e Ribeirão Preto 107,9 MHz e também nos principais agregadores de podcast  Veja todos os episódios do Momento Tecnologia

 

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.