Momento Sociedade #42: Produzir mais e trabalhar menos é tendência do mundo pós-pandemia

Segundo José Luiz Portella, o uso da tecnologia possibilita ter uma vida mais centrada, produzir mais e de qualquer lugar

Por - Editorias: - URL Curta: jornal.usp.br/?p=335199

Momento Sociedade #42: Produzir mais e trabalhar menos é tendência do mundo pós-pandemia
Momento Sociedade - USP

 
 
00:00 / 10:08
 
1X
 

No Momento Sociedade desta semana José Luiz Portella, doutor em História Econômica da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, fala sobre o trabalho durante e no pós-pandemia baseado em artigo escrito pelo sociólogo italiano Domenico De Masi.

Portella acredita, em acordo com De Masi, que haverá dificuldade em repor o desemprego causado pela pandemia e que, ao mesmo tempo, os avanços tecnológicos tendem a continuar e podem ser responsáveis pela destruição de postos de trabalho: “A busca pelo lucro vai levar muitos empresários a entenderem que agora, no retorno, vão poder passar para máquinas, robôs, aplicativos e tecnologia a substituição do ser humano, então, a partir deste ano, nós teremos mais de 500 milhões de pessoas entrando na pobreza”. 

Para Portella, por outro lado e sob um prisma positivo, o uso das máquinas tende a levar as pessoas a trabalharem menos e a produzirem mais, constituindo o chamado smart work: “É você poder estar sentado na frente de um laptop em qualquer lugar, fazer um trabalho e atender o que seu empregador está precisando. A tecnologia possibilita ter uma vida mais centrada, menos deslocamentos de trânsito e, portanto, poder produzir mais. Então trabalha menos horas para mais gente poder trabalhar e uma parte que não consegue vai precisar ser suprida com uma renda universal”, e complementa: “No smart work vai haver uma desestruturação do espaço de trabalho e isso vai dar espaço para emoção, fantasia, afeto, respeito à diversidade, conhecimento cultural, que são coisas que nós sufocamos exatamente porque estamos numa rotina de trabalho das 7h às 19h”.

Segundo o historiador, com a evolução do 5G, da inteligência artificial e da criptografia quântica será possível “dar saltos fabulosos em termos de produtividade, o que vai gerar a contribuição humana pela criatividade. Esse é o grande desafio”,  e finaliza: “Viver como a gente estava vivendo não era bom e agora o coronavírus no pós, no day after, pode nos dar uma vida melhor, e o grande desafio é diminuir a desigualdade”.

Para saber mais, ouça entrevista na íntegra pelo player acima.


Momento Sociedade
O Momento Sociedade vai ao ar na Rádio USP todas as segundas-feiras, às 8h30 – São Paulo 93,7 MHz e Ribeirão Preto 107,9 MHz e também nos principais agregadores de podcast

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.