Momento Odontologia #14: Doença periodontal na gestação pode causar parto prematuro

Para minimizar o risco de uma gravidez com um desfecho desfavorável, os profissionais da área da saúde devem trabalhar em conjunto. Caso a mãe esteja com a doença periodontal, o cirurgião-dentista saberá avaliar a necessidade de encaminhar a paciente para os cuidados de um profissional da área médica. Assim, caso haja sintomas como sangramento gengival, dor ou mobilidade dos dentes, o tratamento deverá ser iniciado o mais rápido possível

Jornal da USP
Jornal da USP
Momento Odontologia #14: Doença periodontal na gestação pode causar parto prematuro
/

A doença periodontal é consideravelmente presente na população. Ela é uma inflamação caracterizada por sangramento gengival e perda de osso ao redor dos dentes. O problema não tão conhecido é que, segundo alguns estudos, a doença representa um fator de risco para o acontecimento do parto prematuro de bebês com baixo peso. A questão ainda suscita muito debate, mas supõe-se que a infecção se espalha pela corrente sanguínea e estimula de alguma forma a produção de mediadores inflamatórios que induzem ao parto.

É essencial, então, que a gestante cuide de sua saúde bucal e faça acompanhamento odontológico até porque a doença preexistente pode ser intensificada na gravidez devido as alterações hormonais. Assim, caso haja sintomas como sangramento gengival, dor ou mobilidade dos dentes, o tratamento deverá ser iniciado o mais rápido possível. O cirurgião-dentista saberá o que fazer.

 

Ficha técnica:

Edição sonora: Gabriel Soares

Vinheta: Lais Lima Pelozo e Paola Mira

Produção: Rosemeire Talamone e Alexandra Mussolino de Queiroz

Para receber atualizações com novos episódios, assine o feed do podcast Momento Odontologia. Estamos também no Spotfy, no iTunes, Google Podcasts, entre outros apps.

E toda segunda-feira, às 8h05, na Rádio USP (93,7 FM em São Paulo, 107,9 em Ribeirão Preto e streaming).


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.