Momento Odontologia #99: Tratamento ortodôntico ainda na infância traz inúmeros benefícios

Especialista afirma que o uso de aparelhos em crianças pode começar a partir dos 5 anos de idade e ajuda na correção de dentes tortos, más-oclusões e até na autoestima

Jornal da USP
Momento Odontologia #99: Tratamento ortodôntico ainda na infância traz inúmeros benefícios
/

No Momento Odontologia desta semana, a professora Daniela Gamba Garib Carreira, do setor de Ortodontia da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) da USP, falou sobre o uso de aparelhos ortodônticos em crianças. Segundo a professora, a idade mínima para a colocação de aparelho ortodôntico é 5 anos. Já a visita ao ortodontista deve acontecer entre os 5 e 7 anos, “porque nessa fase a criança já tem maturidade suficiente para compreender o tratamento” e, além disso, esse período coincide com o início da fase de transição da dentição dos dentes de leite para o permanente. 

Na infância, as irregularidades mais comuns, que têm indicação de aparelho, são as más-oclusões, especialmente ocasionadas pelo ato de sucção de dedo e chupeta, conhecidas como mordida aberta anterior ou mordida cruzada posterior. Mas na infância podem ser diagnosticadas outras irregularidades, como as desproporções entre o tamanho da maxila e da mandíbula.

E é nesse período também que, com a troca dos dentes de leite da frente, começam a aparecer os dentes tortos. E, nesse caso, o tratamento com aparelho ortodôntico pode contribuir, inclusive, para a estética e, consequentemente, se reverter em autoestima, segurança e conforto social para a criança, afirma Daniela.

A professora ainda destaca que o tratamento ortodôntico na infância tem uma grande importância, “porque simplifica o tratamento futuro, feito, geralmente, na adolescência”. Mas tantos benefícios só são possíveis se as crianças se dedicarem à higiene bucal e seguirem à risca as instruções dos profissionais, “para que o tratamento ocorra com o maior sucesso possível”.

Produção e Apresentação: Rosemeire Talamone
CoProdução: Alexandra Mussolino de Queiroz (FORP), Letícia Acquaviva (FO), Paula Marques e Tiago Rodella (FOB)
Edição Sonora: Gabriel Soares
Edição Geral: Cinderela Caldeira
E-mail: ouvinte@usp.br
Horário: segunda-feira, às 8h05
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 107,9; ou Ribeirão Preto FM 107.9, ou pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular para Android e iOS  
Veja todos os episódios do Momento Odontologia
 
 

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.