História do Rock #13: O rock sueco tem ligação com a melodia folclórica

“Esse lance de juntar a sonoridade agressiva do metal com padrões melódicos folclóricos tem tido muita aceitação no rock europeu, inclusive no metal”, segundo Mario De Vivo

Jornal da USP
Jornal da USP
História do Rock #13: O rock sueco tem ligação com a melodia folclórica
/

No História do Rock desta semana, o professor Mario de Vivo continua sua jornada pelo rock europeu e começa com bandas dos países mais frios da europa, como as suecas. Como no Brasil as bandas suecas são pouco conhecidas, De Vivo apresenta músicas de bandas que vão participar do festival Sweden Rock do próximo ano. A primeira música apresentada pelo professor é Repentance, da banda Hällas, que foi criada em 2011 e tem mais sucesso na Alemanha, com bastante influência do rock progressivo e hard rock dos anos 1970.

Em seguida, De Vivo apresenta a música Sons of War, de 2013, que é da banda de folk metal Manegarm. O professor fala da junção de metal com os padrões melódicos folclóricos do país. “Esse lance de juntar a sonoridade agressiva do metal com padrões melódicos folclóricos tem tido muita aceitação no rock europeu, inclusive no metal! É algo que o Sepultura faz, só que no caso do Sepultura é feito com batidas brasileiras.”

Em seguida, o professor mostra a música Sanity, de 2013, da banda Eleine, que tem um tipo de metal, o rock sinfônico, “muito popular na Europa em geral”. De Vivo diz que a maioria das bandas suecas compõe em inglês, diferentemente das bandas alemãs. Na sequência mostra a canção Drommarnas Gator, de 2009, da banda Fejd, uma das poucas bandas que cantam na língua nativa daquele país.

Para encerrar o professor apresenta a música Airborne, de 2017, da banda Honeyburst, que segue a linhagem do hard rock dos anos 1970. No próximo episódio De Vivo dá uma pausa na jornada pelo rock mais frio do norte europeu, para fazer o especial de Natal.

O História Rock está no Facebook e os ouvintes podem enviar e-mail com dúvidas e sugestões para ouvinte@usp.br.

Produção: Mario De Vivo e Gabriel Soares Apresentação: Mario De Vivo Edição: Gabriel Soares


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.