Cravo-da-índia pode ser aliado no combate à obesidade

Na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, cientistas avaliaram os efeitos do cravo-da-índia administrado em animais de laboratório

Por
Jornal da USP
Cravo-da-índia pode ser aliado no combate à obesidade
/

Na entrevista desta quinta-feira (11) de Os Novos Cientistas, a nutricionista Cássia Dias Machado de Sousa falou sobre seus estudos envolvendo o cravo-da-índia em possíveis tratamentos da obesidade. No estudo de mestrado Cravo-da-índia na microbiota intestinal e no metabolismo glicídico e lipídico de camundongos alimentados com dieta hiperlipídica, Cássia testou a utilização do produto em animais de laboratório.

Sob a orientação da professora Vivian Marques Miguel Suen, Cássia pôde observar que, entre outros benefícios, o cravo-da-índia promoveu melhora no metabolismo glicídico e lipídico dos animais. Segundo a nutricionista, há na literatura diversos estudos sobre o cravo-da-índia, mas poucos relacionados à obesidade.

“Até chegarmos no extrato utilizado que deu resultados positivos, foram preparados outros dois extratos. Ao todo, foram realizados três testes piloto e dois anos de trabalho. Contamos com a parceira da Faculdade de Farmácia”, contou a pesquisadora. Segundo Cássia, os animais alimentados com uma dieta rica em gordura mais a suplementação de cravo não apresentaram acúmulo de gordura no fígado, quando comparado com os animais que não foram suplementados. “Além disso, houve uma possível melhora da microbiota intestinal”, descreveu a nutricionista. O caminho ainda é longo, segundo ela, para que sejam feitos testes em humanos. “Não podemos precisar quando isso irá acontecer”, disse a pesquisadora.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.