Como a desigualdade racial pode ser reproduzida na formação do policial militar

Em sua participação nos Novos Cientistas, a socióloga Letícia Pereira Simões, fala de seu estudo realizado na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. Em seu mestrado, Letícia analisou como desigualdade racial presente na sociedade é produzida ou reproduzida dentro da Polícia Militar (PM) do Estado de São Paulo.

Por - Editorias: - URL Curta: jornal.usp.br/?p=272113

Como a desigualdade racial pode ser reproduzida na formação do policial militar
Novos Cientistas

 
 
00:00 / 13:18
 
1X
 

A desigualdade racial na sociedade brasileira é presente. E quando se trata do acesso da população ao direito à vida e segurança não é diferente. Nesta edição de Os Novos Cientistas, a socióloga Letícia Pereira Simões foi entrevistada sobre seu estudo de mestrado, em que analisou como essa desigualdade racial é reproduzida dentro da Polícia Militar (PM) do estado de São Paulo.

Sob orientação do professor Sérgio França Adorno de Abreu, Letícia iniciou sua pesquisa a partir de constatações de que, na cidade do Rio de Janeiro, por exemplo, segundo dados de 2012, para cada pessoa branca vítima fatal de ações da polícia, outras quatro pessoas negras eram mortas. “Isso me chamou atenção na época. Foi quando optei por estudar o fenômeno aqui na cidade de São Paulo”, contou a socióloga.

A partir de então, Letícia passou a pesquisar o fenômeno na cidade de São Paulo. Na pesquisa A (in)visibilidade da questão racial na formação dos soldados da Polícia Militar, a socióloga buscou refletir sobre o policiamento democrático em sociedades racialmente desiguais. Assim, visitou um quartel de formação de soldados da PM. Além disso, ela realizou  um levantamento da literatura nacional que trata da temática da violência policial e do uso excessivo da força por policiais. Os resultados confirmam a indicação da literatura de que a instituição se recolhe perante temas de desigualdade racial e discriminação pela polícia. “Ainda há a dificuldade em se falar sobre o racismo na sociedade brasileira”, ressaltou Letícia.

 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.