Ciência USP #08: Como entender o que aconteceu em Suzano?

No dia 13 de março, dois jovens entraram armados na escola estadual Raul Brasil, em Suzano, região metropolitana de São Paulo. O massacre resultou em 10 mortes. Conforme a investigação da polícia avança, sabemos cada vez mais sobre as atividades dos atiradores nas redes sociais e como eles planejaram o ataque. No entanto, os fatores que os levaram a cometer esse ato de extrema violência continuam a formar um enigma de difícil solução. Para este episódio do Ciência USP, conversamos com especialistas de três diferentes disciplinas – psiquiatria, psicologia e sociologia. É nossa tentativa de compreender como um massacre como o de Suzano pôde acontecer. Também ouvimos uma psicóloga que está atendendo famílias e sobreviventes.

Por - Editorias: - URL Curta: jornal.usp.br/?p=232913
  • 196
  •  
  •  
  •  
  •  

Ciência USP #08: Como entender o que aconteceu em Suzano?
Ciência USP

 
 
00:00 / 19:01
 
1X
 

No dia 13 de março, dois jovens entraram armados na escola estadual Raul Brasil, em Suzano, região metropolitana de São Paulo. O massacre resultou em 10 mortes. Conforme a investigação da polícia avança, sabemos cada vez mais sobre as atividades dos atiradores nas redes sociais e como eles planejaram o ataque. No entanto, os fatores que os levaram a cometer esse ato de extrema violência continuam a formar um enigma de difícil solução.

Para este episódio do Ciência USP, conversamos com especialistas de três diferentes disciplinas – psiquiatria, psicologia e sociologia. É nossa tentativa de compreender como um massacre como o de Suzano pôde acontecer.

Também conversamos com uma psicóloga que está ajudando as famílias e os sobreviventes do massacre. Ela integra o Laboratório de Estudos sobre a Morte do Instituto de Psicologia da USP e faz parte de um grande grupo de voluntários que vem promovendo rodas de conversa e atendimentos individuais com os moradores do bairro e a comunidade da escola Raul Brasil.

Além disso, no destaque do noticiário de ciência, falamos sobre o fenômeno de branqueamento em massa de corais do litoral norte de São Paulo. O branqueamento é uma resposta natural dos corais a situações de estresse térmico, mas que pode colocar estes curiosos animais em risco quando é recorrente. Um grupo de pesquisadores da USP e de outras instituições estão monitorando este fenômeno, conforme conta uma reportagem do Jornal da USP.

Ficha técnica

Apresentação: Silvana Salles
Produção: Fabiana Mariz
Edição de som: Rafael Simões

Este episódio contém áudio da Radioagência Nacional

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 196
  •  
  •  
  •  
  •