Brasil Latino: Pedro Monzón e a crise em Cuba

Cônsul-geral cubano em São Paulo aponta a ingerência externa e o bloqueio econômico dos Estados Unidos como os principais fatores dos protestos na ilha

Jornal da USP
Jornal da USP
Brasil Latino: Pedro Monzón e a crise em Cuba
/

Depois da Revolução de 1º de janeiro de 1959, liderada por Fidel Castro, Cuba nunca conseguiu manter uma relação harmoniosa com o governo norte-americano. Antes um território de total influência de Washington, considerado uma extensão da Flórida onde conviviam mafiosos, traficantes e autoridades corruptas, a ilha caribenha buscou um caminho totalmente diferente do contexto latino-americano ao aderir ao socialismo. A extinção da URSS e, mais recentemente, o quase fim da ajuda da Venezuela deixaram ainda mais evidentes o desafio de manutenção do regime socialista.

Cuba é o tema desta edição do Brasil Latino, que entrevista o cônsul-geral cubano em São Paulo, Pedro Monzón. O diplomata explica o ponto de vista do governo sobre as recentes manifestações de protesto que ocorreram na ilha caribenha, condena o bloqueio dos Estados Unidos que já dura quase 60 anos e acredita no diálogo para superar a atual crise econômica no país.


Brasil Latino

O Brasil Latino vai ao ar toda segunda-feira, às 17h, pela Rádio USP FM 93,7Mhz (São Paulo) e Rádio USP FM 107,9 (Ribeirão Preto). As edições do programa estão disponibilizadas nos podcasts do Jornal da USP (jornal.usp.br) e nos agregadores de áudio como Spotify, iTunes e Deezer.

. 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.