Brasil Latino: Gilberto Nascimento e os evangélicos neopentecostais

Jornalista conta a história de ascensão e poder do polêmico bispo Edir Macedo e sua Igreja Universal do Reino de Deus

Jornal da USP
Jornal da USP
Brasil Latino: Gilberto Nascimento e os evangélicos neopentecostais
/

O avanço da influência dos evangélicos neopentecostais no Brasil e no mundo tem despertado a atenção e a preocupação de quem estuda os fenômenos da religião e a sua relação com o poder político.

A Igreja Universal do Reino de Deus, liderada pelo polêmico Edir Macedo, é um exemplo de sucesso junto às camadas mais pobres da população, principalmente nas periferias das grandes cidades.

Ao não ter o necessário apoio do Estado e vivendo dramas familiares que causam dor e desespero, muita gente encontra acolhimento e compreensão nas igrejas evangélicas. São conhecidos os casos de pessoas que doaram seus únicos bens e os seus escassos recursos a essas igrejas com o objetivo de obter a salvação espiritual.

Os católicos, outrora predominantes no Brasil, começam a perder a hegemonia religiosa. Enquanto isso, os evangélicos neopentecostais ocupam espaços cada vez maiores na política, no judiciário, nos aparelhos de segurança e, especialmente, nos meios de comunicação.

Em entrevista exclusiva ao Brasil Latino, o jornalista Gilberto Nascimento fala de seu livro O Reino – A História de Edir Macedo e uma Radiografia da Igreja Universal (Companhia das Letras), da expulsão de pastores brasileiros de Angola e da eventual nomeação do ex-prefeito do Rio de Janeiro, bispo Marcelo Crivella, como embaixador do Brasil na África do Sul.


Brasil Latino

O Brasil Latino vai ao ar toda segunda-feira, às 17h, pela Rádio USP FM 93,7Mhz (São Paulo) e Rádio USP FM 107,9 (Ribeirão Preto). As edições do programa estão disponibilizadas nos podcasts do Jornal da USP (jornal.usp.br) e nos agregadores de áudio como Spotify, iTunes e Deezer.

. 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.